Praticante de Aikido há 14 anos, tenho a graduação de 1º dan Aikikai e, sob o meu ponto de vista, uma boa bagagem prática e teórica. Sob forte influência de Wandyr Hagge Siqueira, professor da ESDI-UERJ que muito admiro, iniciei minhas atividades em 1996, sob a tutela do Sensei Guilherme Witte, por mais de 3 anos. Após uma pausa de 2,5 anos, voltei a treinar em 2002, desta vez com Sensei Silvio Meirelles, 4º dan, que é ligado ao Sensei Makoto Nishida, 7º dan, através da FEPAI – Federação Paulista de Aikido, e desde então não parei mais.

Embora o Aikido seja minha grande paixão, jamais lhe dei a atenção devida até que, em 2007, resolvi dedicar-me exclusivamente à arte. Fiquei no Japão, mais especificamente na cidade de Iwama, terra natal do Aikido, por um período total de 3,5 meses, entre outubro e dezembro de 2007 e, num segundo momento, em março de 2008. Treinei como uchi-deshi (aluno residente) do Sensei Hiroki Nemoto, 6º dan, que foi um dos principais alunos do saudoso Sensei Morihiro Saito, 9º dan. O intuito da viagem, entretanto, não se limitou à prática do Aikido; quis por meio dela questionar, refletir, (re)descobrir e corrigir fraquezas, tornar-me uma pessoa mais forte e preparada para as dificuldades da vida. Enfim, foi uma busca espiritual.

Tive aulas de terça a domingo pela manhã e tarde. À noite, treinei no Ibaraki Dojo, que era dirigido pelo Sensei Hiroshi Isoyama, 8º dan, e apoiado pelo Sensei Shigemi Inagaki, 7º dan. Lá havia um esquema de rodízio onde cada professor dava aula num dia da semana. Inagaki, por exemplo, era responsável pelo treino de 2ª feira. Em meu website, você pode encontrar relatos sobre a minha experiência na “Terra do Sol Nascente” e todas as fotos tiradas durante a viagem.

De agosto de 2010 a julho de 2013, atuei como instrutor de Aikido responsável por um dos dojos afiliados a EMA – Escola Meirelles de Aikido. Localizado em Jacarepaguá, Rio de Janeiro, dediquei-me ao dojo ministrando aulas, durante 3 horas por semana, para todos os tipos de alunos. Quase ao fim desse período, consegui mais uma vez retornar a Iwama, Japão, em 2013, para praticar Aikido por um mês, sob a tutela de Sensei Hiroki Nemoto. Como sempre, foi uma experiência fantástica. Foi ótimo rever alguns rostos já bem conhecidos por mim e, claro, ver tantos outros novos. E acredito ter sido capaz de me desenvolver tecnicamente, ainda que só um pouco.

Em setembro de 2013, pouco depois de me mudar para Sydney, Austrália, comecei a treinar no Sydney City Centre Dojo, que faz parte da Takemusu Aiki Association, sendo dirigido pelo Sensei Saburo Takayasu, 7º dan, que foi aluno do Sensei Morihiro Saito e é sempai (colega mais experiente) do Sensei Hiroki Nemoto.